Eu, Big Data, Home Office e Mate!? :)

Como a erva Mate e o Home Office, mudaram minha perspectiva de network e trabalho frente aos desafios com Big Data?

Venho estudando, trabalhando, participando de eventos, contribuindo em fóruns, criando e lendo várias outras publicações por aqui, diante de tudo isso, o Mate foi um dos primeiros passos da minha mudança de perspectiva em relação a representatividade na internet, condição de vida e trabalho que tenho.

#Chimarrão é ótimo e fácil de fazer…

Durante a pandemia tive oportunidade de conviver mais comigo mesmo, pude perceber o quanto tempo passava me locomovendo ao trabalho(mais de 5 horas por dia), como minha alimentação poderia melhorar(Comida de restaurantes todo dia é foda!) e como a tenho uma família incrível.

Já faz algum tempo que trabalho na área de dados, ultimamente tive a oportunidade de experimentar um pouco do chamado “novo normal”, comecei a considerar trabalhar remotamente, afinal, a grande diferença é manter a disciplina durante o trabalho em casa.

#Nesse momento, sempre lembro do bordão de incentivo do meu pai: “- Se alguém conseguiu pisar na lua, vc também consegue!”

Tendo de ficar em casa, tive oportunidade de estudar muito mais, descobrir quanto a área de dados está pendendo para o uso de soluções de automação (Kubernetes, Docker, Ansible, Terraform…) e computação na nuvem (AWS, GCP, Azure..).

Observei vários movimentos surgindo, criados em grandes comunidades online para o uso do chamado “Bus as Service”, ou seja, utilizar diversas soluções voltadas para DevOps, DataOps, MLOps para incrementar a produtividade e entrega de valor, partindo do preceito de facilitar o uso de infraestrutura, configuração de ambientes e automatização de soluções para Big Data como se fosse “serviços”, por exemplo, APIs para uso do Apache Spark em Kubernetes.

Também percebi, a grande quantidade de empresas no Brasil que tiveram de levar seus serviços de uma hora para outra, para a nuvem e a enorme procura por profissionais que dominem principalmente Google Cloud.

#Nesse tempo, descobrir também a erva Mate e gostei…

Cheguei a conclusão que deixei de utilizar vários textos, resumos, artigos, trabalhos como material para publicações no Médium, além da quantidade de linhas de códigos que fiz durante a faculdade, pós graduações, cursos, experimentações e POCs que poderia ter colocado no Github. Diante de tudo isso, comecei a fazer pelo menos uma ou outra publicação por aqui…

Passei a marca de 16 mil conexão no LinkedIn e entendi que nessa rede de contatos que estabeleci ao longo de mais de 5 anos, minhas postagens não tem muito engajamento, na maioria das vezes, só alcançam 200 a 300 visualizações. Talvez com o tempo e compartilhando mais conteúdo, consiga uma visibilidade maior. #Vc tem alguma dica?

Com o passar dos meses, o Mate por sua versatilidade, seja no chimarrão ou tererê, substituiu o café e me fez beber mais água durante o dia a dia.

# Se vc leu toda essa publicação esperando os resultados milagrosos do consumo de erva Mate para trabalhar com Big Data no home office, saiba que eu gosto de Mate, seu consumo não mudou nada, pelo menos para mim, por enquanto….

Estou começando a nova jornada no universo do trabalho remoto, não sei de tudo oque me esperar, tenho expectativas gigantescas quanto aos desafios, sei que é apenas mais um passo nessa jornada e além de Deus, minha família, terei um Mate por perto.

Tchê, Obrigado por sua leitura! :)

Written by

Estou compartilhando minha opinião e o pouco que sei de forma eventual por aqui. https://www.linkedin.com/in/josueluzardo

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store